3 de nov de 2017

Leituras de novembro

Lendas do Universo DC - Lanterna Verde e Arqueiro Verde 3 - Nesta edição, o confronto de Oliver com o problema de Ricardito, trazendo à tona a questão das drogas pesadas e o conflito de gerações nos anos 1970. A convocação de John Stewart como o novo Lanterna Verde reserva. E ainda outros bon momentos desta série, que eu não conhecia toda. Histórias dinâmicas, direto ao ponto. Nota... 8,5!




Pássaro da Neve - a edição informativa que vem na coleção de miniaturas da Eaglemoss traz alguns fatos curiosos, como a personagem já ter sido usada por John Byrne anos antes de sua estreia na Marvel, embora com algumas diferenças. O mesmo para a mãe da personagem, a deusa inuit Nelvanna (que já tinha sido inspiração para uma heroína muito tempo atrás no Canadá. Cabe lembrar também as histórias em quadrinhos muito dramáticas da Tropa Alfa, publicadas em Superaventuras Marvel nos anos 90. A semideusa Pássaro da Neve teve seu filho recém nascido possuído por uma criatura maligna, que matou seu marido, fez ela matar o próprio filho para em seguida ser assassinada. Depois, a isso se seguiram outras perdas. Aurora enlouqueceu para salvar o irmão, Estrela Polar, que foi viver no reino de fadas e elfos, de onde sua mãe viera e Pigmeu se livrou da maldição de guardar um demônio, mas perdeu os poderes. A equipe ficou desfalcada de uma hora para outra.


Salvat Vermelha: Noturno - com a origem recontada de maneira mais rebuscada e detalhada, com belos desenhos, e depois uma série que achei muito chata, pretensiosa e mal escrita. Kurt relutando em trabalhar como "detetive do sobrenatural", numa relação estranha com Tempestade, que manda e desmanda nele, sentindo também ciúmes. Kurt fica chato relutando o tempo todo. O autor a cada capítulo vem com ideias novas que não tinham a ver com a trama mas que depois todos estão sabendo, como a presença do nome do demônio Pazuzu (importado, claro do filme Exorcista) - do nada Kurt já sabia sobre esse demônio específico, sobre o qual nada tinha sido dito até o capítulo anterior. Esse tipo de coisa parece falta de planejamento no roteiro. Afinal, nessa história, qual a relação dos X-Men com as autoridades? Fica sem explicação a morte de crianças no hospital e nenhuma autoridade oficial investigando... bah, assim não cola, senhores!

 

Robinson Crusoé - bela surpresa essa edição em promoção por R$ 7,90. Uma boa adaptação do clássico da literatura e ainda um material extra sobre o autor e a época do lançamento da obra original!

 


Épicos Marvel 3 - Mefisto VS Heróis Marvel - reli o formatinho, da época em que os planos dos vilões e as histórias em geral eram mais simples, sem deixar de ser sombrias. O texto infelizmente sofria cortes pra caber no tamanho pequeno da revista, mas em alguns casos era até bom, pois ficávamos com o essencial, graças ao poder de síntese dos tradutores e diagramadores brasileiros. 


Mefisto seduz Vampira


Grandes Heróis Marvel 40 - Justiceiro e Motoqueiro Fantasma - a edição começa com uma aventura regular do Justiceiro (nos bons e velhos tempos, enfrentando criminosos, aqui um bando de mulheres), e depois a aventura principal com o Motoqueiro, que foi mal explorada, muito rápida, pois a ideia da Ilha Mamute, um veículo que se combina com outros e forma uma monstruosidade mecânica nas rodovias era bem legal. Finaliza a edição com uma história de Microchip, o parceiro de Frank Castle, usando suas habilidades e coragem para ajudar amigos imigrantes. O anúncio desta edição era de arrepiar, confira abaixo:



 

Ultimate Marvel - O Devorador de Mundos - relendo esta edição, com uma capa brilhante sensacional. Embora não conheça o universo ultimate, gostei da aventura, onde Capitão marvel, Rick Jones e Surfista Prateado, em suas versões alternativas, enfrentam o Galactus original da Marvel, fundido à sua versão ultimate. Depois pesquisei um pouco sobre esta versão do Surfista e descobri que não tem muito a ver com o original.