26 de jul de 2011

Edições Divertidas

Toy Story - adaptação para os quadrinhos, depois de 16 anos, do primeiro filme da Disney-Pixar




Almanaque Maluquinho: Viagens de Carolina - nesta edição especial, além de histórias divertidas com os personagens de Ziraldo, nos intervalos tem sempre uma dica de viagem que serve pra família toda, como fazer revisão o carro e coisas do tipo.

21 de jul de 2011

Tocha Humana Original

      Esse personagem é considerado, junto com Namor, O Príncipe Submarino, o primeiro super-herói da editora Marvel, na época chamada Timely. Criado em 1939, ele era um andróide com consciência e sentimentos humanos, tinha um parceiro mirim (moda na época) chamado Centelha, um menino mutante que também ficava em chamas. Lutaram junto com os Invasores e o Capitão América contra os nazistas na II Guerra Mundial (nos quadrinhos, claro!). Uma de suas inimigas era Lady Amianto.


     Anos depois, Stan Lee, ao criar o Quarteto Fantástico, repaginou o herói como Johhny Storm, na versão mais conhecida do Tocha Humana. Outros escritores resgataram o andróide original também, mas ele nunca teve muito sucesso como seu sucessor.
    
     Para conhecer bem o personagem, você fã de quadrinhos deve ler as seguintes edições:

Épicos Marvel 4 - Tocha Humana Original - com um resumão de toda a trajetória do herói.


Marvels 1 - a origem da era marvel pela ótica do fotógrafo Phil Sheldon.



      E teve ainda recentemente uma minissérie em duas edições da editora Panini com a história do personagem, mas não li. Deve ser interessante.

17 de jul de 2011

ZAGOR

      Confesso que eu tinha preconceito com os quadrinhos italianos, e especialmente, com o Zagor. Ao olhar as capas com o personagem vestindo aquela roupa estranha e o nome esquisito, eu achava meio ridículo e pensava: Pô, Zagor?
      Mas tudo é uma questão de bons autores. Com argumento e desenho bom,  faz-se boas histórias até com uma minhoca alienígena ou um lobisomem do espaço.
      E não é que li agumas edições de Zagor e tem histórias ótimas? Um exemplo é a saga que começa em Zagor Extra 56, sobre a floresta alagada - você não consegue parar de ler!!

Zagor e seu amigo, o engraçadíssimo Chico

      Conheça o personagem:

    "O nome Zagor é uma abreviação de Za-gor-te-nay,  "O espírito com a machadinha" (em dialeto dos índios algonquinos). Ao perder seus pais passou a dedicar sua vida à defesa da paz e da ordem na imaginária floresta de Darkwood, na região dos EUA conhecida por "As 13 Colônias". Zagor possui extraordinários reflexos e dotes atléticos e é extremamente hábil no uso de sua machadinha. Os seus feitos, além da impressão causada por suas vestes e por seu grito de guerra (um característico "AAHHYAAKK!") o fazem ser considerado pelos índios como uma espécie de semi-deus enviado por Manitu. O ambiente das histórias é o velho oeste, mas G. Nolitta (Sérgio Bonelli) inseriu alguns elementos fantásticos, assombrações, ficção científica, e coisas do gênero. O verdadeiro nome de Zagor é Patrick Wilding (conforme os leitores puderam constatar ao ler A Lenda de Wandering Fitzy (Zagor n.5 pela Ed. Mythos).
      Por que o codinome "Espírito da Machadinha"? Porque Zagor habitualmente combate usando como arma uma espécie de machadinha (na verdade, um tomahawk) feita de pedra com cabo de madeira. Não obstante traga uma pistola na cintura, geralmente evita usá-la, preferindo lutar com as chamadas armas brancas ou com as mãos nuas."  
            
           fonte: Wikipedia

      Uma edição obrigatória para os apreciadores do personagem é Zagor Especial nº 1, uma edição gigante que traz as primeiras histórias do personagem pela primeira vez em ordem cronológica no Brasil. Ainda apresenta uma entrevista com o autor, com muitas curiosidades.

12 de jul de 2011

Lanterna Verde - Leitura Obrigatória

       Um dos super-heróis mais populares da DC Comics e membro da Liga da Justiça, o Lanterna Verde foi criado em 1940, mas era diferente do que se conhece hoje. Alan Scott tinha um uniforme laranja e verde, seu anel tinha sido feito a partir de um artefato alienígena e só não funcionava contra madeira. Ele era membro da Sociedade da Justiça, na chamada "Era de Ouro" dos quadrinhos.




      Em 1959 o herói foi revitalizado e ficou mais popular, agora o piloto Hal Jordan. Na versão recente do desenho da Liga da Justiça foi utilizado o outro Laterna Verde da Terra, o militar John Stewart. Nos quadrinhos Hal foi substituído temporariamente por Kyle Rayner.

      Dicas de leitura para conhecer melhor o herói, que estreia no cinema em 2011, e já teve um desenho animado próprio em 1967, cuja dublagem no Brasil era "O Homem de Verde":




DC + Aventura 2: Com histórias de Abin Sur, a origem de 1959 e uma versão moderna e curta, e também a origem de Sinestro



Amanhecer Esmeralda: a origem de Hal Jordan com detalhes e sua transformação no herói.



Flash e Laterna Verde -  De Volta À Era de Prata: várias histórias em parceria com o velocista, histórias que mostram o lado humano dos dois, com drama e humor.




Crepúsculo Esmeralda: Quando Hal Jordan enlouquece por causa da destruiçãode sua cidade natal e enfrenta os guardiões e a tropa, tomando para si o poder da bateria central e tornando-se o vilão Parallax.



Lanterna Verde/ Surfista Prateado: Alianças Profanas - um prelúdio para a minissérie Dc VS. Marvel - Kyle Rayner se alia a Thanos, e o Surfista, a Parallax. Acabam se enfrentando e depois ficam amigos. Esse round o Lanterna venceu, mas na minissérie foi a vez do Surfista.



" No dia mais claro, na noite mais densa, 
  o mal sucumbirá ante minha presença
  Todo aquele que o mal venerar
  O poder do Lanterna Verde há de enfrentar".

Juramento da Tropa dos Lanternas Verdes


8 de jul de 2011

Usagi Yojimbo

      Eu sinceramente não conhecia o personagem, mas depois desta edição, fiquei fã!



      O Coelho Samurai do Japão feudal traz costumes e curiosidades históricas em suas aventuras, além de ação e humor. Cheio de honra em suas atitudes, o personagem peregrina pelo país do sol nascente encontrando velhos inimigos e aliados improváveis.

      Uma das curiosidades que esta edição traz é a detalhada explicação de como eram feitas as espadas.

      O encadernado traz ainda uma biografia do autor, glossário de termos japoneses utilizados, esboços e comentários dele sobre as histórias.

      Em preto e branco e com um traço leve, não se deixe enganar pensando que se trata de uma história infantil só porque os personagens são animais humanóides, pois o roteiro é bem centrado e a semelhança visual com as fábulas foi uma opção do autor. Um simples diferencial, por assim dizer.

      Usagi Yojimbo já se encontrou nos quadrinhos e nos desenhos aimados com as Tartarugas Ninja, então se você via a antiga série animada delas, provavelmente já viu o Coelho Samurai em ação e nem lembra!




6 de jul de 2011

Justiceiro - As Meninas de Vestido Branco

     Muito bom o encadernado de capa dura "Justiceiro: As Meninas de Vestido Branco", que a Panini lançou recentemente. Na história, escrita por Gregg Hurwitz, Frank Castle vai até Tierra Rota, uma pequena cidade mexicana perto da fronteira com os EUA, investigar os sequestros de todas as jovens de 12 à 30 anos que moram no local.




     Lá, acaba encontrando uma gigantesca operação de tráfico de drogas que está usando as moças abduzidas como mão-de-obra escrava(e descartável). Depois de descobrir o destino das moças, cabe à Castle partir para a guerra e encerrar a operação, que é comandada por um de seus velhos inimigos.
    Hurwitz soube usar bem os sentimentos de Castle em relação à tragédia que acabou com a sua família, e a história - desenhada por Laurence Campbell e lançada originalmente nas edições 61 à 65 da revista "Punisher MAX" - não economiza na violência. Mais um bom(e barato, pela qualidade) lançamento da Panini.

                                              Leandro Vargas


fonte:

http://olhosestranhos.blogspot.com/

4 de jul de 2011

O Surfista Prateado (3)

 EDIÇÕES ESPECIAIS:




GRAPHIC MARVEL 9 (O Juízo Final) – De John Buscema e Stan Lee. A 1ª HQ com apenas um “quadrinho” por página. Após abandonar seu planeta natal, o agora livre Surfista Prateado encontra Nova, a terrestre que se ofereceu para ser o novo arauto de Galactus. Ao vê-la escolhendo apenas mundos sem vida, o surfista segue viagem. Mas o demônio Mefisto a faz apaixonar-se por Galactus e sair escolhendo qualquer planeta para satisfazê-lo. O Surfista enfrenta sua amiga, e depois se rende a Mefisto para libertá-la, mas Nova desperta e pede ajuda a Galactus, que enfrenta o demônio e ameaça devorar as energias do próprio inferno para salvar seu dois arautos.

GRAPHIC MARVEL 14 (Os Escravistas) – Pra mim, uma das melhores histórias do Surfista. Mrrungo-Mu, alienígena que escraviza e mata raças inteiras, é o responsável pelo desaparecimento do povo de Zenn-La. Ele está na Terra, derrotou os heróis mais fortes, e em seu harém de escravas está Shalla Bal. O Surfista encontra Lady Tnneya, a amante preferida de Mrrungo-Mu, fugitiva de seu senhor. Ela tem o poder de seduzir os homens, fazendo-os enxergarem nela a imagem de quem mais amam. No caso do Surfista, a bela Shalla Bal, e ele vai pra cama com a alienígena. Mas depois ela se revela e o Surfista vai à Terra enfrentar o escravista e salvar sua amada. Ele transfere parte de seu poder cósmico a um cientista, que se torna outro Surfista Prateado e destrói a fonte de força do inimigo, mas morre no processo, fazendo com que o poder volte a seu dono no momento em que seria derrotado. Surfista e Shalla Bal ficam juntos, e ele finalmente tem seu valor reconhecido pelos heróis e o povo da Terra, além das raças que salvou e levou de volta a seus lares. A única história do Surfista com final feliz! Depois dessa podiam encerrar a saga do personagem. [Pô,tempos depois, a Marvel matou Shalla Bal!]




GRAPHIC NOVEL 11 (Parábola) – De Stan Lee e Moebius. Uma das mais aclamadas histórias do Surfista Prateado. A HQ preferida de Stan Lee. Num futuro distante, o Surfista vive por vontade própria na Terra, como um mendigo. Então Galactus chega e se diz um Deus, diz que não existem mais regras morais e a sociedade se entrega ao caos. O Surfista volta à ação e enfrenta seu antigo mestre. O Devorador de Mundos havia prometido não destruir a Terra, mas não havia prometido não deixar que a própria humanidade se destruísse. Um líder religioso aproveita para se promover, até que Galactus mata sua irmã. Então ele e o povo abrem os olhos e o plano do gigante azeda. O Surfista é tido como herói e salvador. A humanidade deseja um líder que a leve ao caminho certo, quer respostas fáceis. O Surfista finge ser um tirano e os homens (ironicamente com exceção do antigo líder religioso) não percebem que era tudo para mostrar-lhes que devem procurar a fé em si mesmos. História cheia de mensagens (daí o título) e menções ao prejuízo do fanatismo religioso. O Surfista, mais do que nunca, é a imagem de Cristo, nas palavras que profere e nas atitudes que toma.

MARVELS 3 – A versão da história da chegada do Surfista Prateado e Galactus pela ótica de um fotógrafo de Nova York, com pinturas impactantes de Alex Ross.


Momento clássico dos quadrinhos – a despedida:



As primeiras postagens sobre o Surfista Prateado foram publicadas no antigo blog:



        www.gibiblioteca.zip.net

1 de jul de 2011

Pra quem curte Heavy Metal...

...ou gosta de histórias de terror, esta é uma boa pedida. A revista em quadrinhos Iron Maiden - Seventh Son Of A Seventh Son (Sétimo Filho do Sétimo Filho) é baseada nas músicas da banda inglesa de rock pesado, que em 1988 lançou um disco  (o sétimo da banda) com este nome. É um disco temático, todas as letras contam uma história interligada, baseadas num livro, que foram transformadas em histórias em quadrinhos nesta edição.





      Diz a lenda que se uma pessoa tem 7 filhos e o sétimo filho tiver mais sete, o último da sequência será um lobisomem ou uma pessoa com poderes de cura e outros poderes sobrenaturais, que podem ser usados para o bem ou para o mal.