18 de abr de 2018

Superman - 80 anos!

    Você sabia que hoje o SUPERMAN (ou Super-Homem) completa 80 anos de sua primeira aparição num gibi? Criado em 1938 por Jerry Siegel e Joe Shuster, foi o primeiro "Super"-herói dos quadrinhos. Virou fenômeno de mídia, ganhou novelas de rádio, seriados de TV, Filmes de cinema e histórias em quadrinhos. Produtos com a marca do personagem viraram febre nos Estados Unidos nos primeiros anos do personagem. Tornou-se um ícone mundial da cultura americana, representando suas ideologias de luta pela paz e pelos injustiçados, e PRINCIPALMENTE representando o imigrante que chega em uma terra distante e dela faz seu lar, como fizeram as famílias de seus criadores (judeus) em época de grande crise! Também é comparado com ícones religiosos, pois seria uma espécie de salvador, quase divino! Há 80 anos encantando gerações com suas histórias fantásticas, escritas por diversos autores!





10 de abr de 2018

Leituras de abril

Relendo alguns formatinhos:

Super-Homem 91 - o artefato chamado Erradicador causa efeitos imprevisíveis em Jimmy Oslen, que fica elástico. Em seguida uma aventura do Super contra uma criatura insetóide gigante em plena Antártida. Uma história do Xeque-Mate e outra do Capitão Átomo, sem poderes tentando provar seu valor ao Batman para continuar na Liga da Justiça Europa.




Super-Homem 120 - Jimmy Olsen despejado. Lana Lang partindo pra outra relação, tentando esquecer Clark Kent, que andava com ciúmes de Lois. Desta edição se destaca a arte de Dan Jurgens, e na segunda história, uma curiosidade, uma sereia que foi o primeiro amor do Super, Lori Lemaris. Ela o salva no final da aventura, mas mantém o segredo de que ainda está viva, sacrificando seu amor pela felicidade do herói! Ah, o Aquaman aparece nessa história, pra nada! No fim ainda uma HQ sem graça da Poderosa.





Super-Homem 124  - Lana Lang sequestrada e seu namorado, um Senador, manipulado por um grupo de patriotas extremistas. No meio disso tudo, é revelado que Lex Luthor II não é filho do Lex original, mas o próprio, em um corpo clonado em torno de seu cérebro e sistema nervoso. Super-Homem enfrenta também Cérbero, uma criatura que usa cabeças postiças, mantidas vivas em cúpulas que encaixam em seu corpo. Edição meio chatinha, a não ser pela trama de Lex.



Marvel Apresenta 8 - Abismo Infinito (parte 1) - relendo esta que é uma das mais fracas séries escritas por Jim Starlin em suas "Sagas do Infinito". Aqui ele desconstrói em apenas 3 quadrinhos o uso de Thanos por outros autores em anos anteriores, onde o vilão enfrentou Kazar, Thor e os Vingadores. As versões de Thanos emulando Homem de Ferro, Professor X, Gladiador, Doutor Estranho e Galactus deve ter sido divertido pro autor, mas olhando em retrospectiva, foi uma saída fácil pra encher páginas, hehe. Se bem que o próprio Thanos admite que a ideia de seus clones andróides místicos era muito ruim. O autor se autorretrata no início da história como o Dr. Nilrats (Starlin ao contrário), quem já viu foto do autor sabe que ele é careca e usa um cavanhaque loiro.





Salvat Vermelha - Jessica Jones - Esperava mais dessa série Pulse apresentada nesta edição, pois foi muito falada na época. Mas não chega a ser ruim! A presença de Jessica Jones é apenas pano de fundo e os desenhos de Mark Bagley sempre me incomodaram, embora tenha que admitir que em algumas cenas de luta os traços passem a sensação de grande agilidade e sua versão do Duende Verde tenha ficado bem legal. O mérito da série foi mostrar finalmente Norman Osborn desmascarado para o público. O Homem-Aranha devia aprender com Luke Cage quando é hora de simplesmente partir pra cima e forçar o cara a se revelar! 




Universo Marvel (série 4) 15 - mais um capítulo (fraco) do "treinamento de Ulisses, o causador da Guerra Civil II. Conclusão da batalha dos X-men contra os X-Men de Magneto, que querem atacar Ulisses na base dos Inumanos, onde não acontece nada de interessante em minha opinião. Pura encheção de linguiça. Uma história curta do Radical, sobre heroísmo, bem legal. Fabulosos Inumanos com o drama de Auran, ressuscitada pelas filhas, mas sem estar completa, pois é naseada nas impressões das pessoas sobre ela. Sem muitas explicações de com,o faz isso, ela rouba a voz de raio Negro, mas tudo se resolve. São duas histórias que nunca vou reler. Por fim, só compro a revista mesmo pelo Surfista Prateado, com suas histórias divertidas e mais humanas, mesmo no espaço, graças à presença da adorável Dawn Greenwood.







Universo Marvel (série 4) 16 - Os X-Men não tem suas revistas mensais? Pois é, parece que assim como ocorreu na clássica revista Superaventuras Marvel em seus dias finais, dez meses antes de seu cancelamento, os mutantes invadiram o espaço onde eram publicados outros personagens. Nesta edição vem um arco inteiro  em 4 partes chamado "Morte dos Mutantes", que mostra o destino final de Scott Summers, o Ciclope, em fatos ocorridos um ano antes e que pelo que anunciaram, terá consequências nesta revista, provavelmente nas histórias do Inumanos. A história até foi legal, trouxe uma reviravolta interessante em seu último capítulo, mas a Marvel está entediante na atualidade, pois toda hora há confrontos ideológicos de heróis contra heróis, todas as sagas com debates que  fazem personagens saltar de um grupo a outro, apoiando ora um ora outro líder e posição... Não se define mais ninguém como vilão ou herói, e na próxima temporada, tudo continua mudando... é muita instabilidade! Em outras histórias, Nova retorna com o mesmo teor adolescente sem sal, quando a história vai começar, acaba! E o Surfista Prateado de Mike Allred continua a única constante boa na revista (tirando o figurino de Norrin Radd quando "desprateia")!