5 de abr de 2019

Leituras de Abril

Salvat - Hulk: No Coração do Átomo. Sempre ouvia falar da Jarella, mas não tinha lido as histórias em que ela aparecia. Pois os escritores Harlan Ellison e Roy Thomas apresentam um conto de ficção científica, com toques de espada e magia, onde Hulk é enviado a um planeta que fica no microverso, no subespaço que fica no espaço infinito entre os átomos, e lá conhece um reino fantástico e é aclamado como rei e aceito como ele é. Os feiticeiros usam sua magia para que Hulk possa se comunicar, e por um tempo, a mente de Bruce Banner domina. Herb Trimpe tinha um estilo menos atrativo do que Sal Buscema, que assume nos últimos capítulos da edição, que traz diversos momentos de períodos diferentes da revista do Hulk (1971 a 1980). Nos capítulos finais também existe uma ligação com outras boas histórias, com o Ancião do Universo chamado Jardineiro. É muito bom ver o amadurecimento que os personagens Marvel traziam em seus primeiros anos. Bruce Banner e Betty Ross seguiram rumos diferentes, ela casando com Glenn Talbot e Bruce/Hulk conhecendo a corajosa e inocente Jarella. Embora as histórias intermediárias sejam um pouco maçantes e repetitivas, nos capítulos finais fica interessante novamente, mesmo que seja um pouco mórbido, com o pobre Hulk carregando o corpo da falecida Jarella pra lá e pra cá!   No leitor fica aquela esperança de vê-la reviver, como acontece nos quadrinhos, mas o final da saga é bem melancólico. Assim como a morte de Gwen Stacy marcou os leitores do Aranha e trouxe um divisor de águas nos quadrinhos, o mesmo ocorre nesta saga, com o Incrível Hulk. :(



Batman 4 (1995) - A capa já mostra o que acontece na edição. Após confrontar bane usando apenas as garras tecnológicas, Jean-Paul Valley constata que apenas isso não será suficiente para derrotar o vilão. Ele projeta então um novo uniforme e parte pra luta, vencendo afinal o criminoso, cuja fraqueza era o vício na droga veneno.




Super Powers 36 - com a chamativa capa trazendo um cartaz de filme intitulado " A Morte de Batman", traz um plano do Coringa que se alonga por toda a edição, perseguindo seu inimigo e tentando filmar o ataque ao herói. Mas quando percebe que está lidando com outro Batman, o louco vilão perde o interesse, e apenas a intervenção da polícia de Gotham impede que Jean-Paul Valley, 9 o novo Batman, mate seu adversário.




Daytripper - história em quadrinhos produzida pelos irmãos Fábio Moon e Gabriel Bá, e um sucesso internacional, conta a história, ou melhor, as histórias de vida de um escritor de obituários, e várias versões de sua vida, mas sem uma narrativa linear nem em ordem cronológica. Tratando de como a vida pode ser interrompida a qualquer momento, às vezes de maneira chocante e violenta, faz o leitor refletir sobre alguns aspectos como família, infância, tragédias, amizades, jornadas e sonhos. Não é uma edição pra ser lida toda de uma vez. Acredito que seja melhor se deliciar com uma ou duas histórias (são dez no total) por dia, para prolongar o prazer e as vidas do personagem Brás, mas não espere demais, pois nunca se sabe se você vai terminar o livro que está lendo. 







Logan, A Trilha do Guerreiro - eu sempre via esta capa e achava  que era um cano de arma de fogo nas costas do personagem, e também tinha a impressão que a história seria em preto e branco ou cores claras, aquareladas. Mas não. Eu já tive esta edição nos anos 90, mas nada lembrava dela. Adquiri novamente e reli. Em mais uma história aleatória antes de Wolverine, antes das garras (antes da origem oficial do personagem), Logan se envolve com a agência interdimensional Landau, Luckman e Lake, e salva a menina Rose de um ditador de outra dimensão, que quer raptar seu pai, que desenvolveu as fendas entre mundos. Anos depois, em um retiro no Japão, Logan é convocado contra a vontade e novamente entra em ação. A edição não é nenhum louvor, o ambiente científico não tem atrativos, os personagens são retratados como numa aventura de ninjas comum. Edição mediana. Mas uma baita capa!




O Fantasma de Anya - adolescente de origem russa vivendo desde pequena nos Estados Unidos, Anya um dia cai em um buraco e encontra um fantasma. A alma da menina Emily conta uma história dramática e segue Anya até sua casa, querendo fazer amizade e aos poucos revelando mais de si mesma. Emily ajuda Anya em suas atividades diárias e em seus dramas pessoais, mas até onde Anya deve deixar sua amiga fantasmagórica se intrometer? Ótima HQ, com momentos engraçados, tristes e outros assustadores.



Turma da Mônica Jovem (série 2) 25 - O crossover com a Liga da Justiça. O duende da quinta dimensão cujo nome é complicadíssimo (Mxyzptlk, sim tive que conferir na revista), se alia aà Legião do mal e Darkseid para enviar a Liga para a dimensão do bairro do Limoeiro. Mas não contava com a presença de alguns heróis no Moniverso, Astronauta, Papa-Capim, Jotalhão e Piteco (do universo Graphic MSP) e da Arlequina ativando o cristal de Kirbylirium, que faz com que a turma da Mônica ganhe poderes. Algumas sacadas são geniais, como Marina, a desenhista, se saindo bem como Lanterna Verde, e a supervelocidade do Cascão para fugir da chuva. Algumas aparições são forçadas apenas para uma ou outra piada, como o Caçador de Marte e Shazam, e outras para combinar com alguém da turma, como Zatanna e Nimbus.




Salvat - A Fúria do Pantera - um arco de 13 capítulos, produzido no começo dos anos 1970. Publicado no Brasil pela primeira vez em formatinho na revista Superaventuras Marvel nos anos 80. Um clássico dos mais incríveis dos quadrinhos. Como foi dito na página introdutória da edição. Cada quadro traz emoção, é uma obra que não perde um momento sequer enrolando o leitor, o ritmo é constante: ação, drama, batalhas, paisagens, romance. Os dois desenhistas incrivelmente competentes, que trazem cenas de quadros inteiros, composições diferenciadas, páginas duplas, é um gibi de encher os olhos com detalhes caprichados. Inimigos marcantes como Erik Killmonger, o Terror Negro, ou o Rei Cadáver, Malícia, Barão Macabro e Salamandra Kruel. O texto é bastante longo, descritivo, cheio de adjetivos, e mesmo assim sem ser maçante. Pena que a edição traz alguns pequenos erros de grafia, palavras trocadas, como "contatos" onde seria "contados", ou "ferido" onde seria "felino". Mesmo assim, uma leitura obrigatória para os fãs de quadrinhos. Marvel manda!




Salvat Vermelha - Mulher-Hulk: com a história de origem, por Stan Lee e John Buscema, e as oito primeiras edições da segunda série da personagem, por John Byrne. Na primeira, ela enfrenta gângsteres envolvidos num caso em que ela advogava. Já na série iniciada em 1989, a prima do Hulk se diverte conversando com o leitor e com o próprio escritor/desenhista, quando se depara com inimigos ridículos e situações absurdas. Ela sabe que é uma personagem de quadrinhos, ela rasga páginas do próprio gibi, pula entre os quadros e comenta sobre os truques de roteiros. E fazia isso muito antes do Deadpool. E o nome dela é Jennifer  ♫ ♪. Jennifer Walters.




Turma da Mônica Jovem (série 2) 26 - Mais um crossover com a DC. Superman e Capitão Feio acabam por despertar uma montanha de lixo no Oceano Pacífico, e como o Franja utiliza raios Zeta em sua máquina de teletransporte, causa uma confusão enviando a turma para diversos lugares do universo DC. Cada um encontra um heróis e logo todos se juntam para enfrentar a ameaça. Boa história, menos confusa que a anterior.




Pato Donald 1686 (1984) - Tio patinhas incumbe Donald de vender sua nova marca de farinha na vizinhança, mas o pato não sabe fazer nem pão nem bolo, e menos ainda sabia que só deveria usar uma pequena colher do produto, então tudo sai às avessas, detonando o nome da empresa do tio. Em outra história, Madame Min vende as mágicas pra uma revista que lança manias, mas o conselho das bruxas lhe dá uma punição, sem poderes por dois anos. Ela então aproveita pra viver como uma humana normal e entra na nova mania, raspar o cabelo e pintar e careca de verde!! Já Margarida se preocupa em comprar um vestido novo pro seu encontro com Donald, mas nem imagina que ele vai levá-la a um jogo de futebol. E pra terminar, Donald cuida de um campo de golfe, que acaba invadido por castores e marmotas.




Salvat Vermelha: Vingadores de Estimação - Mais uma improvável edição na coleção, mas que bom que é divertida. Dentinho (cão teletransportador dos Inumanos), Lockheed (dragão da Kitty, dos X-Men), Asa Vermelha (águia do Falcão), Hairball (que eu nunca tinha ouvido falar e é o gato do Speedball) e Throg (Pocinha, o sapo do trovão) se juntam ainda com o cãozinho da tia May (Parker), que não tem poderes, usa lacinhos e tem nome de fêmea, Dona Lion (ou "Senhora Leoa" pra quem lembra do desenho animado Homem-Aranha e Seus Incríveis Amigos). Eles recuperam algumas joias do infinito para deter Thanos e também enfrentam os Vingadores para poder ajudar Fing Fan Foom a proteger alguns ovos de dragões.