7 de jan de 2012

A Saga de Thanos



        Há poucos meses completei depois de muitos anos minha coleção da minissérie “A Saga de Thanos”, uma coletânea de mil páginas divididas em cinco volumes. Lançada pela Editora Abril nos anos 90.
        As histórias são originais dos anos 70, muitas delas criadas por Jim Starlim, que definiu o personagem principal da trama, Thanos de Titã (baseado em Thanatos, deus da morte da mitologia grega) que teria nascido em Titã, uma das luas de Saturno. 



Capitão Marvel,
        Thanos matou a própria mãe e apaixonou-se pela figura da Senhora Morte. Tomou o poder de Titã e enfrentou os heróis da Terra, tentando depois várias vezes conquistar o universo. Supremo estrategista, acabou sendo morto pelo espírito de Adam Warlock, que o transformou em pedra.
         Já nos anos 90, foi ressuscitado pela Senhora Morte no início da chamada “Saga do Infinito”, que se desdobrou em várias minisséries, onde Thanos aprendeu duras lições sobre o amor e o poder, agiu como herói, mas seguindo uma moral distorcida e almejando o bem estar próprio, acima de tudo.
         Mas o mais fascinante no personagem é que, mesmo sendo um vilão, por ser mais inteligente, acaba fazendo os heróis de tolos, e com o passar dos anos, evoluiu como pessoa, conhecendo a si mesmo durante sua jornada, com fazem as pessoas no mundo real.



    



Adam Warlock

e Surfista Prateado - grandes adversários de Thanos.


          Destaques:
 
        1 – Confronto com Capitão Mar-Vell (Saga de Thanos 2);
        2- A conquista das jóias do infinito (Thanos: Em Busca de Poder)
        3- Vencendo os heróis (Desafio Infinito 2)
        4- Lições aprendidas: a única e verdadeira vitória. (Desafio Infinito 3)
        5 – A verdade sobre Deus e sobre o amor – (Marvel Apresenta 13)
           

     Nas histórias de Thanos ficaram famosos os artefatos de poder que aparecem nos atuais filmes da Marvel como a manopla com as jóias do infinito (que aparece brevemente na câmara de troféus de Odin no filme do Thor) e o Cubo Cósmico (filme do Capitão América). Participou também do desenho animado do Surfista Prateado, de 1998.

     Um de meus personagens preferidos dos quadrinhos, o filosófico Thanos com certeza não pensa pequeno!


Em "Desafio Infinito" Thanos derrotou todos os heróis e as entidades poderosas do universo, para conquistar sua amada, Senhora Morte - o cara com certeza tem problemas.





Nenhum comentário:

Postar um comentário