6 de set de 2012

Quadrinhos e História do Brasil

     Aproveito a véspera do feriado de 7 de Setembro para escrever sobre uma edição especial lançada em 2000, quando da comemoração dos 500 anos do Brasil. Este gibi adquiri recentemente.



    A história do descobrimento é contada de maneira inusitada, mas com muitas informações, na revista Zé Carioca - Especial Brasil 500 Anos. Zé Carioca é um personagem da Disney, mas é brasileiro por essência, criado para homenagear nosso país e suas histórias se passam no Rio de Janeiro.

    Na edição especial, "dois pesquisadores procuram Zé Carioca para fazer nele um teste de DNA, a fim de comprovar sua descendência do primeiro europeu a pôr os pés no Brasil. Comprovado o parentesco, a história de José Manoel dos Calotes é contada por meio da leitura de uma carta redigida há 500 anos pelo escriba da expedição marítima.
    Fugindo das autoridades portuguesas, que o procuravam para levá-lo à prisão - graças aos golpes, como o da rifa sem entrega do prêmio, que o malandro andava aplicando em Lisboa -, ele toma o lugar de um tripulante de uma das naus de Peru Álvares Cabral.

    A aventura é pura diversão, com muitas sacadas engraçadas, iconografia detalhista e muitas citações visuais - dentre elas, o leitor notará que o belíssimo painel da página 75 emula o famoso quadro em óleo sobre tela Primeira missa no Brasil, pintado em 1860, por Victor Meirelles.
    Datas e alguns fatos pontuais são fielmente mantidos na trama. Mas o que corre solta é a imaginação para inserir novos elementos, como o jogo de futebol realizado pelos índios, com um coco fazendo as vezes da bola. Portanto, para todos os efeitos, foi o tatatataravô do Zé Carioca quem introduziu esse esporte no Brasil e organizou a primeira partida disputada em solo brasileiro.

   Antes de cada HQ, a edição também apresenta uma matéria especial sobre temas relacionados ao descobrimento do Brasil, como uma breve biografia de Pedro Álvares Cabral; histórico resumido dos fatos que antecederam a descoberta e os momentos seguintes; a vida dura da tripulação da frota do navegador português; linha do tempo com os acontecimentos mais marcantes da História do País; dentre outros assuntos."

Fonte: Universo HQ

    E esta edição me fez relembrar uma edição especial do Peninha, onde ele encarnava vários personagens da história ou literatura. Um deles era pero Vaz de Peninha, escrivão da frota de Cabral.



Nenhum comentário:

Postar um comentário