6 de jun de 2017

Leituras de Junho

Relendo alguns itens da coleção como o complexo e político V de Vingança (que por incrível que pareça prefiro o filme - mais fácil de digerir e visualizar a relação de personagens, o quadrinho é muito obscuro e me confunde a cabeça):


Aliás, no filme há uma fala que adoro, que inexiste no gibi:  

 "Voilá! Um humilde veterano do teatro de variedades, escalado vicariamente como vítima e vilão pelas vicissitudes do destino. Esta visão, não mera prova de vaidade, é vestígio da vox populi, hoje vazia, esvanecida.
No entanto, esta válida visitação a um valor envelhecido permanece vívida, e devotou-se a varrer esses vermes venais e virulentos da vanguarda do vício e a viciosa e voraz violação da vontade. O único veredicto é a vingança, uma vendetta, mantida como voto, não em vão, por seu valor e veracidade, que um dia vingará os vigilantes e os virtuosos. Em verdade, esta virtuosa verbosidade foi deveras vociferante. Pois deixe-me simplesmente adicionar que é muita honra para mim conhecê-la, e você pode me chamar de V".

  Releio também a enorme saga A Morte do Superman, nos encadernados de capa dura! Esta história, em seus vários capítulos, consegue depois de anos, ainda ser emocionante do início ao fim, eu desde meus 13 anos poucas vezes li uma história com uma briga tão acirrada!


 


Salvat Vermelha - Motoqueiro Fantasma - com a ótima origem de 1972, e uma história mais recente, Ciclo Vicioso (publicada anteriormente na primeira série Universo Marvel) que começa ótima (embora com pouco diálogos),  mas termina sem fechar o arco e com desenhos "nada a ver" de Richard Corben nos últimos capítulos. A arte dele não fechou com o artista que o precedeu...



Capitão América 130 - fomatinho que me faltava na sequência de revistas que tenho e comprei num sebo em pelotas, juntos com outros itens, que aos poucos vou lendo e comentando.




Coisa boa aquele canto dos gibis no sebo Icária.



Compras e empréstimos, reabastecendo a pilha de leitura!

Aquisições do mês!

Este é apenas o amigo Índio Cristiano "brincando" de desenhar com láipis e canetas bic em marcadores de páginas.


Graphics MSP - Mônica - Força: embora seja um trabalho competente, faltou um pouco de agilidade na história, muito repetitiva. Astronauta - Assimetria: com um gancho para uma continuação, mais uma vez o autor acerta e nos traz uma bela história de ficção e aventura, homenageando nos traços de alguns personagens o mestre Jack Kirby. Muito bom mesmo!




Spawn 16 - ainda descobrindo sobre seus poderes no início de sua saga, Spawn agora enfrentao Anti-Spawn, que por acaso vem a seu inimigo em outra vida... clichês e mais clichês dos anos 90, mas com divertidos desenhos e diálogos muito pobres, hehe. Um passatempo legalzinho. Detalhe no CINTO do inimigo, que coisa mais desnecessária esse símbolo de "proibido Spawn"!!! Dei muita risada vendo isto.


Os Melhores do Mundo 9 - de 1997. Bem, hããã... não tem muito o que falar da edição. História da LIga da Justiça, do Aquaman e da Mulher-Maravilha (por John Byrne). Mas não tem muito a acrescentar em nada. Esquecível edição. Desenhos legais, pronto!



 NÃO ERA VOCÊ QUE EU ESPERAVA - Muito boa esta obra autobiográfica em quadrinhos, onde o autor francês Julien Toulmé, casado com uma brasileira, conta a experiência de ter uma filha com síndrome de down. História tocante e educativa, com uma visão humana que nos aproxima de uma realidade que às vezes ignoramos. O autor também faz algumas críticas a médicos relapsos, ao sistema de saúde do Brasil e da Europa, mas também aponta qualidades do povo e da cultura brasileira, que diferente de outros países que usam termos "frios" como "deficiente", utiliza palavras mais otimistas como "criança especial" por exemplo. Recomendo.



A Paixão do Arlequim - Neil Gaiman como sempre viajando totalmente num texto mágico, romântico, poético e um pouquinho macabro... Vale o texto informativo também no final da história buscando explicar a origem das figuras teatrais e Arlequins, Colombinas e Pierrôs, que eu nunca entendi direito o que eram... A edição tem belos desenhos, que parecem colagens.



 

Nenhum comentário:

Postar um comentário