10 de set de 2013

O ARAUTO DE GALACTUS - PARTE 1

   1966 - Para a próxima revista do Quarteto Fantástico que produziriam, Stan Lee (escritor), falou a Jack Kirby (desenhista) que os heróis deveriam enfrentar um semi-deus, e seu nome deveria ser Galactus, O Devorador de Mundos. Jack desenhou a história e incluiu um elemento a mais na história, um arauto, pois em sua concepção, um ser poderoso como Galactus não tinha que pôr a mão na massa e trabalhar, teria alguém para procurar planetas em seu lugar enquanto se alimentava. Era um ser prateado numa prancha sobre a qual viajava pelo espaço. Seu nome foi uma escolha lógica: SURFISTA PRATEADO





      Publicada na revista Fantastic Four 48, a história intitulada "A Chegada de Galactus" estendeu-se até o número 50 da revista, sendo chamada até hoje de "A Trilogia de Galactus" (antes de virar moda a palavra trilogia).

E Vamos ao roteiro:

Uma bola de fogo aparece no céu. Em seguida todo o céu fica em chamas, mas estranhamente, não há calor.O Quarteto Fantástico vai investigar, mas o impetuoso Tocha Humana se adianta ao grupo e é atacado sendo acusado de causar o fogo, que some de repente. Meteoros cobrem o céu,mas na verdade tudo é causado pelo Vigia, entidade de uma raça de observadores que não pode interferir nos fatos, mas conhecendo a Terra e tendo se afeiçoado a ela, resolveu ajudar. Mas não adiantou, e entre os detritos no céu, surge o Surfista Prateado, que se desvia do ataque do Tocha e pousa no Edifício Baxter (sede dos heróis), sinaliza para Galactus e leva um golpe do Coisa, caindo no apartamento da escultora cega Alícia Masters (namorada do Coisa).


 
um dos primeiros quadrinhos onde o Surfista aparece


    Galactus chega numa nave esférica e se apresenta, dizendo que está prestes a destruir tudo. O Vigia não consegue convencê-lo a poupar a Terra. O Quarteto tenta intervir, mas é escorraçado. O Vigia então envia o Tocha por dimensões estranhas para chegar ao outro lado do Universo até a base espacial do Gigante, para buscar uma arma especial.

Galactus, o Devorador de Mundos, e seu arauto.


    O Vigia explica que Galactus usa um conversor de matéria em energia que ferverá os oceanos e o verde do planeta, transformando-o em uma casca vazia. Ao tentar montar o conversor, o Coisa começa a dar trabalho, quebrando tudo e atrasando o gigante.

    Enquanto isso, Alicia conhece o Surfista e o trata bem, estranha ao tocá-lo, diz que suas feições denotam tristeza e nobreza, e fala sobre os sentimentos humanos, tentando convencê-lo a não ajudar a destruir o planeta. Suas palavras despertam no Surfista algo há muito esquecido, e ele se dá conta do que está fazendo.

    Ele enfrenta Galactus, discursando sobre o direito de viver dos humanos, e a batalha dá tempo ao Tocha de retornar, quase enlouquecido por todas as maravilhas do universo que deslumbrou. O Sr. Fantástico (líder do Quarteto), ameaça usar o Nulificador Total, e Galactus então promete ir embora em troca da devolução do armamento. O Vigia diz que devem confiar na palavra do gigante, que fala sobre o potencial da raça humana. Antes de ir embora,porém, castiga o arauto traidor, negando-lhe o direito de singrar o espaço.
    Na verdade, Galactus criou uma barreira de força invisível cerca de 11.000 Km ao redor da Terra e ativada somente pelo Surfista, que só foi descoberta tempos depois, quando o Doutor Destino roubou o poder cósmico e a prancha do Surfista e tentou fugir para o espaço.

    Assim tem início a saga do Surfista Prateado! Essas histórias foram publicadas no Brasil pela primeira vez na revista  O Homem Aranha da editora Ebal, em 1974. Depois, republicadas na revista Heróis da TV 58 e 59, totalmente editadas, faltando páginas e páginas!


Os criadores:

Stan Lee
Jack Kirby

Nenhum comentário:

Postar um comentário