2 de mar de 2014

O ARAUTO DE GALACTUS - PARTE 5

      Volta à venda nas bancas brasileiras este mês uma edição que é uma aula de arte. Até mesmo o review da Graphic Novel 11 (edição antiga) no site Universo HQ foi feita em versos, em homenagem a esta bela obra.



   Como já postei anteriormente aqui, repito abaixo meu texto (SPOILERS):

   De Stan Lee e Moebius. Uma das mais aclamadas histórias do Surfista Prateado. A HQ preferida de Stan Lee (e uma das minhas). Num futuro distante, o Surfista vive por vontade própria na Terra, como um mendigo. Então Galactus chega e se diz um Deus, diz que não existem mais regras morais e a sociedade se entrega ao caos. O Surfista volta à ação e enfrenta seu antigo mestre. O Devorador de Mundos havia prometido não destruir a Terra, mas não havia prometido não deixar que a própria humanidade se destruísse. Um líder religioso aproveita para se promover, até que Galactus mata sua irmã. Então ele e o povo abrem os olhos e o plano do gigante azeda. O Surfista é tido como herói e salvador. A humanidade deseja um líder que a leve ao caminho certo, quer respostas fáceis. O Surfista finge ser um tirano e os homens (ironicamente com exceção do antigo líder religioso) não percebem que era tudo para mostrar-lhes que devem procurar a fé em si mesmos. História cheia de mensagens (daí o título) e menções ao prejuízo do fanatismo religioso. O Surfista, mais do que nunca, é a imagem de Cristo, nas palavras que profere e nas atitudes que toma.




    Algumas falas do personagem na antiga edição:

Obedecer? Obedecer, quando crianças destroem suas escolas? Obedecer preceitos que jogam irmão contra irmão e aprisionam os desamparados?”

“Fé sem julgamento apenas degrada o espírito.”

“A pureza reside na alma, não em nossos berços.”

“Onde estaria a bravura se desistíssemos da luta porque há pouca esperança? Devemos ser impelidos pelo objetivo, não pela disputa.”


“Apenas os covardes ou bajuladores veneram o poder. O que há de divino em mostrar força? O que há de sagrado na brutalidade? Guerras e crimes, pobreza e pestes... apesar de tudo, a chama do espírito humano ainda almeja a nobreza.”

“Nenhum homem pode ser colocado acima dos demais. A chama divina está em todos... ou em ninguém.”
 

 
Enquanto isso, lá nos EUA está sendo lançada uma nova série do personagem, com uma abordagem diferente. Acompanhado de uma garota humana, ele singra o epsaço em novas aventuras.




Nenhum comentário:

Postar um comentário